.
.
.
.
.

[ VISITANTES ]

sábado, 7 de dezembro de 2013

Crítica do Filme: Confiar




AUTOR DA CRÍTICAJUNIOR SPIRANDELLI

TITULO ORIGINALTRUST

ESTILOSOLO

DIREÇÃODAVID SCHWIMMER

GÊNEROSUSPENSE

DURAÇÃO106 MINUTOS

LANÇAMENTO2013

PAÍS DE ORIGEMEUA

AVALIAÇÃO DO AUTORBOM


"PROTEJA SUA FAMÍLIA"


Hoje o Supercine (Rede Globo), apresentou o inédito suspense Confiar (Trust), filme que aborda um tema muito comentado nos dias atuais. "O Estupro" e as suas dolorosas consequências.Uma trama encaldada e muito bem elaborada, que não apenas serva como uma válvula de "alerta" mas também, em quem devemos confiar nos dias de hoje. Temos uma situação clara que o que o filme transmite, acontece verdadeiramente com muita frequência na vida real de muitos menores.
Clive Owen (O Intruso), e Catherine Keener (Pearcy Jackson e o Ladrão de Raios), encabeçam a dupla de protagonistas e pais da vítima "Annie" interpretada aqui pela atriz mirim Liana Liberato (Reféns). Jason Clarke ( A Hora Mais Escura), e Viola Davis (Dezesseis Luas), completam o elenco.
A respeito do filme, tenho a dizer que é um dos suspenses mais pragmáticos dos últimos anos, aborda um tema contingente e ao mesmo tempo pesado de se comentar. É cruel pensar que molestadores assim ainda existam por ai a fora. Outro ponto crucial abordado na trama são os riscos e malefícios que a internet ou melhor os famosos "chats" de bate papo" podem causar na vida pessoal de uma pessoa, um verdadeiro perigo para os "cordeiros", e um banquete para os "lobos".
Não havia ainda assistido este filme, mas fiquei interessado em vê-lo depois que vi de relance a chamada na tv, e realmente é um filme e tanto, a impressão que fica é de algo que "atormenta", e parece sem solução. A surpresa vem no final, com o que ninguém esperava. "Quem assistiu sabe..."
Fica à dica para quem não teve a oportunidade de assistir, vale apena! para os bons filmes de suspense, ai se encaixa um bom. Quem procura algo "esclarecedor" esse é um passatempo e tanto.
Após pensar muito Will (Clive Owen) e Lynn (Catherine Keener) resolvem presentear sua filha Annie (Liana Liberato) com um computador. O casal está convencido de que havia criado seus três filhos em um ambiente aberto e saudável e que já poderia confiar em Annie. Quando Annie faz um novo amigo pela internet - um garoto de 16 anos chamado Charlie que ela conheceu num chat de relacionamento, Will e Lynn deram toda a atenção. Sentaram com a filha, conversaram sobre o assunto e viram as fotos que o menino tinha enviado. Quando Annie e Charlei marcam um encontro, sem que os pais dela saibam, o que acontecerá em apenas 24 horas irá mudar radicalmente a vida dessa família para sempre.


4 comentários :

  1. Adorei a sua crítica, assisti o filme também e achei o máximo, o final foi meio tosco, já que o estuprador não foi pra cadeia

    ResponderExcluir
  2. Realmente amigo o final foi pra acabar né, até eu concordo com vc

    ResponderExcluir
  3. Escreva mais resenhas de suspense como esse, eu fico no aguardo broder, vlw<

    ResponderExcluir
  4. Suspense é sempre bom, pode deixar amigo escreveremos, veja ai nossos outros posts

    ResponderExcluir