.
.
.
.
.

[ VISITANTES ]

quinta-feira, 21 de junho de 2012

Crítica de Cinema: O Massacre da Serra Elétrica:O Ínicio




Crítica de: Dennis Willian Cidral
Direção: Jonathan Liebesman
Gênero: Terror
Lançamento: 2006
País de Origem: Estados Unidos

"TESTEMUNHE O NASCIMENTO DO MEDO"

Sabemos que o Massacre da Serra Elétrica,é um dos maiores clássicos de terror de todos os tempos,no entanto é bom ressaltar que adoro o trabalho de Tobe Hooper,e seus ótimos filmes,mas é impossível lembrar dessa franquia e não lembrar do ótimo remake e da ainda melhor continuação lançada em 2006,mostrando o começo de tudo.
Voltando hoje a blogar aqui no site,minha crítica é referente ao filme O Massacre da Serra Elétrica:O Início que surpreendeu com sua temática altamente explícita e censurada.Assim fazendo jus a característica do primeiro filme de Marcus Nispel.Mas diferente de Nispel,o diretor Jonathan Liebesman pretendeu causar impacto real no público,nervosismo,tensão e muita dose de sustos,é por isso que eleva a história a um nível ainda mais realístico e sombrio.Com um "Cara de Couro",um "Xerife Hoyt",e uma "família Hewitt" ainda mais perversa que na trama anterior.Aliás é o filme mais perverso de toda franquia,é uma disparate de violência extrema!
Muito disso vem do cineasta Michael Bay,que para os leigos é um dos cineastas que mais produziram refilmagens de filmes de terror, suas obras são impecáveis,entre algumas,estão os clássicos(Horror Em Amityville,2005),(A Morte Pede Carona,2007),(Sexta-Feira 13,2009),e(A Hora do Pesadelo,2010).Em ambos os filmes que produziu,sua característica mais óbvia é meter medo no público e sistematizar com uma história diferente e construtiva/criativa.
Sabemos também que a ideia de Bay era mesmo fechar a nova franquia,com apenas refilmagem e continuação,simplesmente deu na "cara",que ele não estava afim de uma franquia,mas sim apenas uma pré-sequência bem elaborada,no qual a pré-sequência baseia-se na verídica história do primeiro massacre da família Hewitt em 1969.E sua anterior refilmagem que aborda o último massacre em 1973.Simplesmente Bay apenas quis embasar no começo e no fim desses massacres sombrios.E preferiu não converter em história os assassinatos cometidos entre 1970 à 1972.
Mas apesar disto,os dois filmes foram o suficiente para sanar a curiosidade de todo um público que jamais conheceu a bizarra história da familia Hewwitt,e que através dos dois filmes de Bay, puderam ver a verdade e o terror que se passou no Texas,nesses cinco anos em que os Hewitt assassinaram 33 pessoas.Com um caso que ainda atualmente permanece aberto.
No entanto vale ressaltar que o filme é um ingrediente indispensável,além de ser um bom filme,ele também mantém a tensão ao limite,e aflora ainda mais o apetite do espectador em assisti-lo.Vale apena assistir,mesmo porque é um ótimo passatempo.

SINOPSE: Testemunhe o Nascimento do Medo Como numa espécie de terrível premonição,o jovem Thomas Hewitt nasce em parto complicado no chão de um abatedouro no Texas.Depois do nascimento brutal,ele acaba resgatado pela bizarra Luda Mãe e passa a ser criado por uma estranha família formada por personagens como o Xerife Hoyt, Montgomery e Herietta.Tommy começa então uma vida violenta, repleta de abusos físicos e emocionais, que logo vão alimentar sua sede de sangue e transformá-lo no mortal Leatherface da série "O Massacre da Serra Elétrica".Conheça a história que deu origem a um dos maiores assassinos da história do cinema quando um grupo de jovens cai acidentalmente em seus caminho e se aproxima da casa de horrores que os transformaria nas primeiras vitimas de Leatherface. O massacre vai começar!
" Gostou da crítica deste filme? Deixe seu comentário no campo deperguntas. "


2 comentários :

  1. Olá Dennis! que bom que vc voltou a postar! Gostei imenso da crítica, e devo dizer que é um dos meus favoritos da franquia, só perdendo mesmo para o original. abraço e poste mais vezes!

    ResponderExcluir
  2. Realmente este filme é muito bom,melhor que este só o primeiro bem como você mesmo disse,espero que tenha gostado da crítica.Abraços!

    ResponderExcluir